top of page

Zanin no STF e suas implicações

Advogado de Lula e novo ministro da Suprema Corte já foi também alvo da Lava-Jato

O advogado Cristiano Zanin, conhecido nacionalmente por ser defensor de grandes criminosos, dentre eles o atual presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, foi aprovado pelo Senado Federal e em seguida na Comissão de Constituição e Justiça, como o novo ministro da Suprema Corte do país.


Com votação de 58 senadores a favor e apenas 18 contrários em plenário, e na CCJ por 21 votos a 5, após sete horas de sabatina Congresso Nacional, Zanin foi habilitado a exercer 27 anos no cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), devendo aposentar-se apenas aos 75 anos.


A relação entre Zanin e Lula é muito próxima, pois além de ter feito a defesa do atual presidente no caso da Lava-Jato, o advogado é casado com a afilhada do petista, Valeska Zanin. Entre as acusações que desabonam o advogado ao cargo de ministro, estão, além da relação próxima e “curiosa” com o atual presidente da República, o fato de que o advogado não possui títulos acadêmicos, notável saber jurídico e não ter livros que contribuam com a sociedade civil, sendo autor apenas da obra Lawfare, que trata sobre o caso de Lula na Lava-jato.


Por fim, como se não bastasse todo o escandaloso histórico do novo ministro, é sabido que o próprio Zanin chegou a ser alvo da Lava-Jato em 2020 acusado de participar de um esquema em que atuaria nos bastidores de tribunais e órgãos fiscalizadores, junto a outros advogados na tentativa de fomentar decisões favoráveis aos acusados de um esquema dentro do sistema S, no Poder Judiciário.

CRÉDITOS (Foto): Lula Marques/Agência Brasil

Comments


bottom of page