top of page

Vizinhos de base cubana usada pela China para espionar EUA, declaram: ‘Aqui, tudo se sabe’

Cidade agrícola abriga base militar misteriosa historicamente usada pela União Soviética

A Cidade de Bejucal, próxima a Havana, capital cubana, abriga um mistério sobre o qual o governo americano tem mantido constante observação. Ao fim de uma estrada esburacada em meio à floresta, pode ser encontrada uma base militar da era soviética em que consta uma cerca e a placa “Não entre. Zona militar”.


A desconfiança do governo americano é que há muito tempo a China conduza uma operação de coleta de informações na base militar da região, por meio de interceptações de comunicações eletrônicas de Washington, segundo informações de um documento da Comissão Federal de Comunicações divulgado em novembro de 2022. No entanto a questão continua um mistério e nem mesmo os moradores parecem querer opinar sobre o tema. A região veio à tona após o governo americano revelar suas preocupações com o uso da ilha como espiã.


A Reuters enviou repórteres à ilha e os profissionais puderam observar a existência de antenas parabólicas gigantes no alto de um cume sobre a cidade e uma grande cúpula branca de metal enferrujado (do tipo que é usada para proteger antenas), decorados com triângulos negros misteriosos, com alguns invertidos entre eles. Enquanto os repórteres observavam o local, indivíduos não identificados e à paisana, pilotando motocicletas, os fotografaram.

CRÉDITOS (Foto): Infobae

Comentarios


bottom of page