top of page

Venezuela deve US$ 1,27 bilhões ao Brasil financiados pelo BNDES

Informação é do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços

Que o Brasil vive um momento político e econômico pavoroso, para todo cidadão minimamente consciente em função de quem governa o país desde 1º de janeiro é notório, porém, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços anunciou que as dívidas do governo venezuelano quanto ao inadimplemento em exportações brasileiras de bens e serviços que, com lastro do Fundo de Garantia à Exportação (FGE), contrataram o Seguro de Crédito à Exportação, já chegaram a US$ 1,27 bilhão, desde o dia 29 deste mês de maio.


Embora parte dessas operações tenham recebido financiamento estrangeiro, a maior parte foi financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Dos exatos US$ 1,268 bilhão, US$ 1,095 bilhão já foram indenizados pelo FGE, faltando ainda US$ 53,987 milhões a serem cobertos pelo Fundo.


Perante os números apresentados, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou na manhã dessa quarta-feira (31), que um grupo de trabalho será estabelecido a fim de consolidar a dívida do país vizinho que definha sob a ditadura de Nicolás Maduro, recebido com honras de Chefe de Estado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na última terça-feira (30), no Palácio do Planalto, e a partir destes cálculos, o grupo realizará a “reprogramação” do pagamento da dívida. Após a reunião que deu origem ao comunicado, Lula promoveu um almoço em homenagem ao ditador.

Comentarios


bottom of page