top of page

Sindicalistas atacam PEC da autonomia do Banco Central

Texto da PEC é criticado pelo sindicato dos funcionários do BC, que chamam Roberto Campos Neto de "arrogante"


Roberto Campos Neto - Agência Brasil/EBC


O Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) se transformou em um aliado de última hora do governo Lula contra a autonomia do Banco Central defendida pelo presidente da entidade, Roberto Campos Neto. A Lei Complementar 179, que garante mandato fixo de quatro anos para o dirigente do BC, foi aprovada em fevereiro de 2021, na gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Quer ler mais?

Inscreva-se em rumoeconomico.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

コメント

コメントが読み込まれませんでした。
技術的な問題があったようです。お手数ですが、再度接続するか、ページを再読み込みしてださい。
bottom of page