top of page

Sem provas, Lula diz que previsão da OCDE para o Brasil "está errada"

Presidente afirmou que convidará a OCDE "para tomar um café", pois eles "não conhecem a economia brasileira"


Captura de tela "Conversa com o Presidente" - Divulgação


Ao publicar nesta semana o Relatório Brasil 2023, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontou uma série de problemas que poderá levar a dívida pública chegar a 100% do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos anos.


No documento, a OCDE destacou que a gestão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem se preocupado, na maior parte do tempo, “com ações em curto prazo”, o que poderá gerar dificuldades à conjuntura da macroeconomia nacional.


Durante a live “Conversa com o Presidente” desta terça-feira (19), o petista rebateu a entidade, e disse “que a previsão da OCDE estava errada”, e que irá convidar a entidade “para tomar um café no ano que vem” para provar que eles estavam enganados.


“Eu vi uma manchete que me deixou muito irritado, da OCDE fazendo julgamento da economia brasileira. Eu quero apresentar essa gravação para dizer pro pessoal da OCDE para tomar café para provar que vocês erraram. Como vocês dão palpite se vocês não sabem?”, reclamou Lula em conversa com o jornalista Marcos Uchoa.


OCDE não acredita em déficit zero para 2024


Além de oferecer prognósticos sobre a tendência de alta da dívida pública, a OCDE apontou que o Produto Interno Brasileiro deve cair em 2024, batendo na casa de 1,8%. Já sobre o déficit das contas da União, a expectativa é de que ela fique em 0,5% do PIB no ano que vem, contrariando a promessa de zerar a meta fiscal feita por Fernando Haddad.


“As finanças públicas têm sido regidas por regras fiscais fortemente centradas no curto prazo. As metas orçamentárias podem mudar todos os anos, criando alguma incerteza sobre a orientação orçamentária a médio prazo.”

OCDE - Relatório Brasil 2023


Comments


bottom of page