top of page

Sem combustível, Cuba cancela desfile de 1º de maio

Atualizado: 16 de set. de 2023

Efeitos econômicos do comunismo

A dura realidade do controle social e econômico imposto pelo regime ditatorial de Cuba refletiu numa “comemoração” da propaganda estatal no Dia Internacional do Trabalho.


Entre as diversas razões objetivas está a falta de combustível causada pela incapacidade do sistema ditatorial em gerar certo equilíbrio econômico e prosperidade para a população cubana.


O carro-chefe da propaganda do trabalho como bandeira de progresso do regime socialista parou por falta de combustível.


Da mesma forma, o sistema ditatorial que comanda a ilha caribenha com braço de ferro, só gerou desemprego, escassez de alimentos, de produtos básicos de higiene pessoal, habitações em ruínas, entre outras desgraças, que, em síntese, levaram seus nacionais à plena miséria no campo econômico e à escravização político-ideológica a um regime criminoso.


O que o regime sanguinário cubano do atual ditador Miguel Diaz-Canel exibe hoje ao mundo, no Dia Internacional do Trabalho, é a imagem da Praça da Revolução vazia, símbolo inconteste do fracasso econômico, social e político do comunismo.


CRÉDITOS (Foto): EFE/Ernesto Mastrascusa

Commentaires


bottom of page