top of page

S&P Global reforça crescimento do PIB em 1,7% para 2023

Juros devem começar a cair logo após redução no Chile

Na semana passada divulgamos a surpresa de alguns analistas sobre a revisão da nota do Brasil de “estável” para “positiva”, realizada pela S&P Global Ratings. Nesta semana, a estimativa da S&P para o PIB brasileiro foi reiterada com crescimento de 1,7% em 2023. O relatório sobre economias emergentes foi divulgado nesta segunda-feira (26).


Em março a previsão era de crescimento na atividade econômica do país em 0,8%, enquanto a instituição havia previsto uma queda de 1,7% para 1,5% no PIB. O crescimento a 1,9% previsto para o ano de 2026, foi mantido no último relatório, como era esperado.


Para a S&P, o Banco Central do Brasil deverá ser o segundo entre os maiores do continente a iniciar o corte de juros, ou seja, logo após o Chile, enquanto tem perspectiva de findar o ano de 2023 com a taxa inflacionária ao consumidor em 5,2%, vindo a recuar para 4,2% em 2024, 3,8% em 2025 e 3,6% em 2026.

コメント


bottom of page