top of page

Recusa ao Credit Suisse gera liquidação global e mais preocupações

Ouro sobre novamente

Mais um dia agitado na economia global após o maior investidor do Credit Suisse declarar que não poderá mais prestar assistência ao banco suíço. Como consequência direta, as ações e ações globais do banco despencaram nesta quarta-feira (15), acompanhadas pelos rendimentos dos títulos do Tesouro nos EUA e na zona do Euro, que recentemente sofreram forte abalo mediante turbulência do setor bancário e alterações na expectativa das taxas de juros.


Perante a instabilidade inflacionária nos EUA e por todo o mundo que reforçam os sinais de uma economia enfraquecida, o ouro tem sua perspectiva de preços novamente elevada, revelando também a insegurança de investidores que buscam fortemente por segurança. Outro que tem recuado bastante é o petróleo, que já teve queda de mais de US$ 5 o barril.


Associados à preocupação dos investidores quanto ao cenário imprevisível quanto ao setor bancário, tivemos hoje (15) a publicação de dados da inflação que apontam e reforçam a tendência de que o Federal Reserve deva pausar ou mesmo desacelerar o aumento das taxas.


Brad McMillan, Diretor de investimentos da Commonwealth Financial Network em Waltham, Massachussetts, declarou que "A pergunta que está na cabeça de todos é: estamos caminhando para outra crise financeira?.. Isso é o que está dirigindo o ônibus no momento."


Comentários


bottom of page