top of page

Recorde de reservas de ouro é atingido na Rússia

Entre as economias emergentes é a maior já apontada pela agência de notícias

Crédito da imagem: Reuters


Dados dos bancos centrais de todo o mundo foram divulgados na última quinta-feira (9) pela agência de notícias RIA Novosti, e apontaram que as reservas de ouro russas atingiram no mês de setembro uma máxima histórica.


Apenas no mês retrasado, o país oriental teve um acréscimo de 2% no estoque nacional o que fez o volume total do metal precioso crescer para 2.360 toneladas nos cofres. A Rússia tem a quinta maior reserva de ouro do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos em primeiro lugar, que é seguido de Alemanha, Itália, e França. O país também está à frente das reservas de 2.200 toneladas acumuladas por seu atual grande parceiro comercial no Oriente, a China, ainda segundo divulgação da RIA.


O crescimento dos estoques de ouro não é uma exclusividade russa, ele aponta para uma tendência global que tem sido concretizada mediante a ação de bancos centrais de diversos países que compram números recordes do metal precioso, em resposta ao temor quanto às incertezas econômicas do atual cenário internacional.


Levando-se em consideração os resultados apontados pelo Conselho Mundial do Ouro durante o terceiro trimestre de 2023, o recorde do período em compra do metal foi alcançado pela China, perante Índia, Turquia e a própria Rússia sendo apontadas como as nações entre as economias emergentes que mais notavelmente fizeram suas reservas crescerem.

Comments


bottom of page