top of page

Putin diz que Rússia 'superou' as sanções

Fortes restrições contra Moscou não foram o suficiente para destruir sua economia

Crédito da imagem: Andrey Rudakov/Bloomberg


O presidente da Rússia, Vladmir Putin, declarou na última segunda-feira (18), durante uma reunião de governo que tratava do orçamento federal para os anos de 2024 a 2026, que apesar das piores sanções já levantadas contra Moscou em todos os tempos, o PIB do país voltou a atingir o mesmo patamar que possuía antes das restrições internacionais.


Putin alegou que a "fase" de recuperação da economia chegou à sua conclusão e que agora a postura deve ser de resistência quanto às pressões externas, que não tem precedentes e atingem o país por ordem de algumas "elites dominantes" atuantes no chamado "bloco ocidental".


Para o presidente russo os esforços devem ser voltados também em prol de um desenvolvimento econômico mais estável e de longo prazo dentro do país.


A previsão do crescimento do PIB para abril estava em 1,2%, e já foi ultrapassada. A expectativa agora é de que o cresciemento venha a atingir o nível de 2,5% a 2,8% até o fim deste ano de 2023.


Outra preocupação do líder russo é com a moeda nacional, e durante a reunião reforçou às principais autoridades financeiras do país a voltarem seus esforços para que ela seja intensamente fortalecida mediante os elevados números da inflação.

Comments


bottom of page