top of page

Putin afirma que economias dos BRICS se tornou maior que o G7

Presidente russo acredita que bloco econômico emergente é peça-chave para construção de um mundo multipolar

Crédito da imagem: Mikhail Metzel/AFP


Em sua visita a Pequim na última segunda-feira (16), o presidente russo Vladmir Putin concedeu entrevista ao China Media Group e ressaltou que os países membros do grupo BRICS, hoje, ultrapassam os Estados integrantes do G7 quanto ao PPC (Paridade de Poder de Compra), sendo o cenário já estabelecido desde agosto, durante a realização da cimeira realizada em Johanesburgo, África do Sul.


O G7 é formado por EUA, Canadá, Reino Unido, França, Itália, Alemanha e Japão, países com imensa força industrial e os principais em desenvolvimento econômico hoje no mundo.


No entanto, para Putin, em sua nova formação com a participação de Argentina, Egito, Etiópia, Irã, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos em janeiro de 2024, além dos atuais integrantes Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, o grupo tem inúmeros benefícios junto a seus integrantes mediante sua expansão, principalmente quando se refere ao histórico posicionamento como uma alternativa às instituições internacionais diretamente ligadas ao Ocidente.


Na avaliação do presidente russo, o crescimento do BRICS reflete de forma evidente a gradual formação de um novo mundo multipolar, pois de acordo com ele, nenhum país quer ficar em segundo plano perante governos dominantes, e buscam relações com equidade junto a outros países.


Comments


bottom of page