top of page

Presidente do BNDES intima indústria naval a seguir regras da ONU

Aloizio Mercadante afirmou que o BNDES poderá usar R$ 6,6 bi para investir na descarbonização dos veículos


BNDES quer "descarbonizar" indústria naval

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, admitiu que os navios em operação no Brasil serão obrigados a se adaptarem às novas regras da ONU (Organização das Nações Unidas) para reduzir as emissões de carbono, visando “mitigar os impactos do aquecimento global”. Mercadante afirmou que a transformação é uma exigência da ONU, seguindo as diretrizes da agenda climática da entidade.

Quer ler mais?

Inscreva-se em rumoeconomico.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Kommentare

Kommentare konnten nicht geladen werden
Es gab ein technisches Problem. Verbinde dich erneut oder aktualisiere die Seite.
bottom of page