top of page

PL da Globo: perigo real e imediato para a democracia brasileira

Saiba como sua liberdade pode estar em jogo caso o PL 8.889/2017 do petista Paulo Teixeira for aprovado pelo Congresso

Lula e Globo: de olho na segunda TV estatal

Imagine que o presidente do grupo Globo fosse o autor e relator de um projeto  de lei que beneficiasse apenas um canal de streaming, enquanto os demais concorrentes fossem taxados (mais uma vez) e obrigados a seguir uma cartilha para beneficiar produções de filmes nacionais.


Pior: imagine que esse PL fosse controlado pelo governo, que ficaria encarregado de fiscalizar, avaliar o conteúdo e ainda recolher esse tributo para investir nos roteiros que fossem “adequados” ao seu ponto de vista ideológico.


Desde o final da última semana, esta tem sido a tentativa de parlamentares governistas: emplacar o Projeto de Lei 8.889/2017, que teve seu regime de urgência aprovado ainda em 2023, mas que ainda não conseguiu sobreviver à pressão de influenciadores e deputados de oposição. 


Em três oportunidades, o chamado PL da Globo (de autoria do petista Paulo Teixeira) saiu da pauta de votação no plenário, apesar de ainda aguardar por um momento de distração da sociedade.


“Segunda emissora estatal”


O governo federal comanda atualmente diversos veículos de mídia através da EBC, a Empresa Brasileira de Comunicação. Entre eles, os canais GOV.BR e TV Brasil. As instalações, contudo, não parecem satisfazer a sede estatal, que tem investido cada vez mais em propaganda na principal emissora de TV do Brasil - a rede Globo.

Quer ler mais?

Inscreva-se em rumoeconomico.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Comentarios

No se pudieron cargar los comentarios
Parece que hubo un problema técnico. Intenta volver a conectarte o actualiza la página.
bottom of page