top of page

PIB russo deve crescer em até 50%, diz FMI

Avanço em 2023 será de 2,2%

Crédito da imagem: Alexander Nemenov/AFP


Em seu relatório "World Economic Outlook", o Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou na última semana dados que mostram previsão de crescimento em até 50% do Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia, elevando novamente sua perspectiva de crescimento para o país oriental.


As previsões anteriores para o ano de 2023 foram de 0,7% em abril, 1,5% em julho, e agora, o FMI espera que o crescimento seja de 2,2%, ou seja, uma elevação acentuada perante expectativas anteriores.


No documento, o Fundo declara que o forte crescimento é reflexo de um intenso estímulo fiscal, como também de maiores investimentos aliados a um consumo resiliente, mesmo perante um mercado de trabalho "apertado".


Internamente, a perspectiva do Ministério da Economia da Rússia é que o resultado seja ainda mais positivo, chegando a 2,8% até o fim do ano.


Em 2022, os resultados não foram tão favoráveis à Moscou, tendo em vista que após o início do confronto contra a Ucrânia, sanções internacionais mais abrangentes foram definidas contra o país, deixando-o de fora de grande parte dos mercados ocidentais, inclusive, cortando a exportação de energia para o ocidente, o que resultou em uma contração de 2,1% no ano passado.


Com a nova previsão, os resultados apontados pelo FMI passam a corresponder ao valor máximo estabelecido pelo banco central da Rússia, que projetou um crescimento entre 1,5% e 2,5% para o corrente ano.

Comentarios


bottom of page