top of page

Petróleo tem quarta queda trimestral mesmo com fechamento em alta

Números do trimestre refletem receio dos investidores de uma fraca demanda

Mesmo com fechamento em alta na sexta-feira (30), os preços do petróleo tiveram resultados negativos com a quarta perda trimestral consecutiva, tendo em vista o medo dos investidores de que a fraca atividade econômica mundial venha a prejudicar a procura pelos combustíveis.


A pressão sobre os preços é consequência direta da elevação nas taxas de juros ao redor do mundo, especialmente nas principais economias, como também sofreu interferência da lenta recuperação da indústria e do consumo na China, que apresentou resultados abaixo do esperado.


Com o anúncio da OPEP+/Arábia Saudita referente a novos cortes na produção de petróleo em 1 milhão de barris por dia em julho, como também a previsão de redução da oferta até 2024, o mercado foi impulsionado por suas preocupações macroeconômicas a manter o preço do barril em US$ 80 o barril, e não com base em fundamentos reais.

Comments


bottom of page