top of page

Paralização do governo americano é evitado horas antes do prazo final

Ajuda à Ucrânia deverá ser negociada separadamente

Crédito da imagem: David Knox/Unsplash


O Congresso dos EUA evitou há poucas horas do fim do prazo, a paralização do governo, ao aprovar um projeto de lei que promove a liberação provisória de financiamento para agências e órgãos federais do país. O projeto passou em menos de 12 horas pelas duas casas legislativas (Câmara e Senado), além da aprovação do presidente Joe Biden.


A correria da aprovação se deu após a rejeição no Senado de uma proposta anterior, apresentada pelo presidente da Câmara, o republicano Kevin McCarthy, que foi votada na última sexta-feira (29), com votação negativa de todos os representantes do partido Democrata e boa parte de seus copartidários republicanos, liderados por seu maior crítico, o deputado Matt Gaetz, da Flórida, que mediante o fracasso da proposta inicial, tem levantado uma "campanha" para deposição de McCarthy do cargo de presidente da Casa.


A segunda proposta passou mediante a pressão de um “shutdown” que paralisaria o pagamento dos salários de funcionários públicos e militares, como também reduziria o funcionamento governamental para serviços essenciais como saúde e educação. Outro ponto que facilitou as últimas negociações no sábado, foi a retirada de um auxílio financeiro de US$ 6 bilhões à Ucrânia, fortemente rejeitada pelos conservadores.


A trégua deve durar até o reinício do debate antes da data limite de 45 dias, ou seja, até o dia 17 de novembro, quando o prazo definido para a atuação do projeto de lei será encerrado.

Comments


bottom of page