top of page

Paralisação mais longa desde 1960 causa prejuízo bilionário à indústria do cinema

Estúdios dizem ter fôlego para mais 6 meses de paralisação

Primeiro, foram os roteiristas, em maio. Depois, chegou a vez dos atores cruzarem os braços em julho. A verdade é que a indústria cinematográfica dos Estados Unidos têm amargado prejuízos que devem crescer ainda mais, caso um acordo não seja firmado entre as partes, na mais longa greve do setor desde 1960.


Somente a Warner Bros. Discovery entende que o rombo nas contas pode chegar aos US$ 500 milhões até o fim de 2023, caso as atividades do setor não sejam retomadas. O cálculo estimado é baseado no adiamento para o ano que vem da continuação de “Duna” uma de suas maiores apostas de box office doméstica e internacional.


Os executivos calcularam que essas perdas poderiam ser ainda piores, caso Barbie - o Filme não tivesse sido um estrondoso hit global. Até o momento, a produção baseada na tradicional linha de brinquedos da Mattel já arrecadou US$1,4 bi (contando bilheterias da América do Norte e mundial).


Outra fonte imediata de renda para a companhia também está ligada ao longa-metragem estrelado por Margot Robbie e Ryan Gosling. Com a disponibilização de Barbie para locação digital nas plataformas Google Play, YouTube Movies e Amazon Prime Video devem render alguns milhões extras para o caixa dos estúdios.


Já em relação aos acordos em debate há mais de quatro meses, os prognósticos não aparentam ser nada positivos. Os representantes da Alliance of Motion Picture and Television Producers (organização que representa os canais e estúdios de cinema nas negociações com o sindicato) afirmaram que estão preparados para “sobreviver” os próximos seis meses sem qeu haja um retorno de roteiristas e atores.


Já em relação às demandas do SAG (sindicato dos atores) e Writers Guild of America (sindicato dos roteiristas), os empresários ainda acreditam serem complexas quaisquer decisões sobre o futuro do uso da Inteligência Artificial nas produções, além da remuneração por exibição por streaming.

Comments


bottom of page