top of page

Para garantir privatizações, Milei decide rever medidas da "Lei Ônibus"

Discussões sobre o pacote de medidas voltaram à estaca zero no Congresso argentino


Casa Rosada - divulgação


O governo do presidente Javier Milei decidiu voltar “à estaca zero” na discussão sobre as medidas para salvar a economia da Argentina. A decisão foi tomada pelo líder da bancada governista no Congresso, Oscar Zago, após o texto da chamada Lei Ônibus ser desidratado, com destaque para as pautas que defendem a privatização de cerca de 40 companhias estatais.

Quer ler mais?

Inscreva-se em rumoeconomico.com.br para continuar lendo esse post exclusivo.

Kommentare

Kommentare konnten nicht geladen werden
Es gab ein technisches Problem. Verbinde dich erneut oder aktualisiere die Seite.
bottom of page