top of page

Orçamento do governo conta com boa notícia sobre dividendos

Pagamento de dividendos de estatais chegará a R$ 41,5 bilhões, petroleira terá a maior fatia

Entre os valores apresentados ao Congresso Nacional pelo Poder Executivo, na última quinta-feira (31), para o Orçamento Anual da União (PLOA), estão R$ 41,5 bilhões em pagamentos de dividendos provenientes das empresas estatais, sendo a principal fonte a Petrobras. A representação da petroleira nacional no montante pode estar entre R$ 20 e R$ 25 bilhões.


Se for levada em consideração uma média de R$ 22,5 bilhões dividido pelos 28,7% de participação do governo federal o total de pagamento em dividendos poderá chegar em 2024 a R$ 78 bilhões, ou seja, um rendimento de 18% para a Petrobras.


Tendo em vista que o valor acima calculado pode sofrer alterações e fechar com valor ainda mais elevado (a estimativa de rendimentos varia de 17% a 27% para a Petrobras), a proposta o Orçamento para o próximo ano converge para a projeção do banco de pagamentos extraordinários de proventos.


A recomendação de compra para ação PN da Petrobras no mês de agosto passou a ser uma realidade comum entre diversos bancos como Bradesco BBI, com a classificação saindo de neutra para compra, no BTG Pactual, Bank of America e UBS BB, especialmente após o reajuste do preço dos combustíveis em meados do mês passado.

CRÉDITOS (Imagem): iStock

Comments


bottom of page