top of page

Novembro deve ter cenário conturbado para bolsas americanas

Rumo Econômico lista razões para estar atento no mês que inicia

Crédito da imagem: Getty Images


Outubro foi um mês agitado para os investidores, com inúmeras surpresas no que se refere a política monetária e economia global. No entanto, o cenário não demonstra sinais de arrefecimento das tensões e a tendência é de intensificação da instabilidade no mês de novembro, o que exigirá dos investidores que estejam preparados para oscilações violentas e movimentos bruscos nas semanas seguintes.


Mas, por que toda essa tensão? Bem, é prudente esperar que a volatilidade em Wall Street nos próximos dias seja intensa mediante a realização de importantes eventos que inevitavelmente mexem com o mercado. No momento, o primeiro evento que reteve as atenções foi a última reunião que definiu a política monetária dos Estados Unidos até o fim do ano.


O Federal Reserve decidiu nessa quarta-feira (1) a estratégia quanto aos juros do país, mantendo o número entre 5,25% e 5,50%, o que também indica o nível mais elevado das taxas desde janeiro de 2021, dando assim continuidade a um elevado custo para os empréstimos, mas, sem avanço; Boa parte dos investidores acreditaram que o Fed manteria as taxas e não apostará ainda em um novo aumento.


Outros dois fatores a serem considerados por investidores, são o relatório sobre geração de empregos nos EUA, nesta sexta-feira (3), e o relatório do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de outubro, que será divulgado na terça-feira (14), e constata quais os resultados reais da inflação sobre a população americana. Ambos os índices quando divulgados, influenciarão diretamente a decisão da próxima reunião do FOMC (Comitê Federal de Mercado Aberto), braço do Federal Reserve responsável pela direção das políticas monetárias do país, que está programada para dezembro. O principal objetivo do Fed, segundo Jerome Powell, presidente da instituição financeira, é trabalhar para que a meta de 2% da inflação seja atingida, mesmo que demore mais do que o esperado.


Commentaires


bottom of page