top of page

Nova legislação britânica prevê confisco de ativos russos

Medida será tomada como compensação por prejuízos à Ucrânia

A mídia britânica anunciou na última segunda-feira (19), que uma nova legislação do Reino Unido deverá permitir a retenção e liquidação de ativos russos que estão congelados e confiscados. A medida possibilitará ao governo manter suas sanções contra a Rússia em vigor até que uma compensação à Ucrânia seja paga e o dinheiro russo seja entregue a Kiev.


Os bens congelados e apreendidos, podem pertencer ao Estado ou a indivíduos russos e representarão a concretização do Reino Unido como o primeiro governo da Europa a tomar tais medidas. A realidade de outros países da região é de aparente receio em tomar medidas mais rígidas contra a Rússia, mesmo em meio a imensas pressões dos EUA e da EU, pois muitos desses países receiam que adotar essa política possa representar um risco de precedente a um confisco também de ativos ocidentais.


Até o momento, o Banco da Rússia informou que cerca de US$ 32,1 bilhões foram apreendidos pela Grã-Bretanha, enquanto no total, os governos ocidentais supostamente já teriam congelado o montante de US$ 300 bilhões em ativos do banco central russo. As medidas têm sido classificadas por Vladmir Putin como “medievais”, enquanto lançou o alerta de que seu país deverá responder da mesma maneira, se necessário.

Comments


bottom of page