top of page

Moeda do Brics pretende redefinir economia global

Grupo planeja que nova moeda terá lastro em ouro, mas, ainda suscita dúvidas quanto à transparência de futuras operações

Em busca constante por rechaçar definitivamente a utilização do dólar como principal moeda para transações econômicas internacionais, o grupo Brics tem enfatizado cada vez mais a sua pretensão de estabelecer uma moeda própria do bloco, agora formado por 11 integrantes desde a última reunião de cúpula realizada em Joanesburgo, África do Sul, há duas semanas.


O caminho está sendo pavimentado de forma intensa, e agora, uma das metas do grupo é estabelecer lastro em ouro para a moeda digital que terá suporte do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido como o banco dos Brics.


Caso seja concretizado, o ousado projeto causará enorme perturbação no mercado internacional, pois, adotado um “novo padrão ouro” e com o claro propósito de agilizar as transações intrabloco, como também a dependência e influência dos EUA na economia mundial em geral, a nova moeda atenderá expectativas já há muito geradas em diversos países que desejam o maior grau possível de autonomia do sistema vigente hoje em suas negociações.


No entanto, há muitos obstáculos a serem superados para que o projeto seja de fato viável a ponto de ser implementado. Inicialmente, há os obstáculos logísticos e regulatórios, tendo em vista que todas as nações envolvidas até o momento possuem realidades econômicas e regulamentações muito distintas entre si. Há ainda a necessidade de elevado grau de confiança entre os pares, mediante a exigência de depósitos em ouro que devem ser realizados por cada país no NDB, fator que será decisivo para a confiabilidade e sucesso da moeda, seja entre os membros do bloco ou perante futuros adeptos do projeto.


Por fim, será necessário à nova moeda provar até que ponto a proposta oferecida pelo grupo nesses moldes realmente poderá estar imune a interesses econômicos particulares e tentações de monopólio e controle por parte de integrantes do grupo responsável pela administração do projeto.

Comentários


bottom of page