top of page

Manutenção de restrição é forçada aos bancos centrais, diz Black Rock

BCE e BoE deverão segurar taxas em alta por mais tempo do que o Fed

A maior gestora de recursos do mundo, a Black Rock, declarou em seu mais recente comunicado semanal que os bancos centrais serão forçados a manter as taxas de juros em números elevados por mais tempo do que o esperado. Os altos índices da inflação pelo mundo continuam persistentes, o que o briga as grandes economias e seus bancos centrais a manter o aperto monetário de forma mais restritiva por um longo período.


Na semana passada, o Federal Reserve deu uma pausa no aumento dos juros, no entanto, deixou clara a intenção de uma retomada mais à frente. Já o Banco Central Europeu (BCE) elevou as taxas e enfatizou que o ciclo de elevação ainda está longe de ser concluído.


Para o mercado americano, a Black Rock enfatiza que mesmo com a estagnação dos juros, o mercado de trabalho continua em aperto, pressionando a mão de obra, o que mantém a inflação básica com número elevado e mantém a necessidade de um combate à inflação.


Entretanto, a preocupação apontada pela gestora para as economias dos dois continentes se dá com respeito às consequências do prolongamento de juros altos, que parecem estar sendo subestimadas por seus respectivos bancos centrais, embora os efeitos das políticas monetárias tendam a ter mais resistência junto ao mercado europeu, o que prolongará o período de aperto além do necessário nos EUA.

Comments


bottom of page