top of page

Mais de US$ 8 milhões são confiscados da conta de ex-funcionário da Petrobras no Reino Unido

Quantia foi apreendida por meio de investigações da operação Lava Jato

A maior quantia em dinheiro já apreendida em uma única conta bancária pelo Escritório de Fraudes Graves do Reino Unido (SFO), em Londres, estava em poder de um brasileiro e foi apreendida na última sexta-feira (17). O dono da conta é Mario Ildeu de Miranda é ex-funcionário da Petrobras e os valores de US$ 8 milhões e 700 mil libras têm origem em propina recebida pela Odebrecht.


“Ao longo de dois anos, desvendamos uma complexa rede de transações em todo o mundo, expondo a tentativa do sr. Miranda de ocultar provas criminais e garantindo que o Reino Unido não possa ser usado como esconderijo para bens criminais.”, disse Lisa Osofsky, diretora da SFO sobre o caso em um comunicado.


Mesmo argumentando que não ter conhecimento de que o dinheiro depositado tinha origem em propina por parte da Odebrecht (que agora se chama Novonor), Miranda foi condenado em 2019 por 37 acusações de lavagem de dinheiro e por receber da construtora o montante de US$ 25 milhões, dos quais pagou US$ 11,5 milhões a funcionários da Petrobras e lavou o restante em paraísos fiscais em diversos países. O ex-funcionário da estatal foi preso ainda no âmbito da operação Lava Jato.

Comentarios


bottom of page