top of page

Maior banco russo financiará projeto ferroviário europeu

Projeto reduzirá tempo de viagem entre Moscou a São Petersburgo

Moscou-ST é o novo alvo de financiamento que deve ser realizado pelo principal banco da Rússia, o Sber. Trata-se de um empreendimento ferroviário de alta velocidade de São Petersburgo em parceria com diversos credores de grande porte anunciado na última quinta-feira (24), pelo vice-presidente do conselho da instituição financeira, Anatoly Popov.


Outros dois grandes bancos que anunciaram também sua participação no financiamento do projeto ousado foram os bancos russos VEB.RF e Gazprombank. A previsão de custo para a concretização do empreendimento gira em torno de 1,7 bilhões de rublos, que equivalem a 18 bilhões de dólares.


Para Popov, o projeto é de extrema importância para o país, tendo em vista a sua extensão territorial continental, e prevê ainda que este é o início de uma rede de ferrovias com o mesmo perfil. O percurso hoje é coberto por trem de alta velocidade da empresa Sapsan, e leva em média quatro horas com a tecnologia atual, no entanto, com o Moscou-ST o percurso entre a capital russa e São Petersburgo será reduzida para 2h15min de viagem, a uma velocidade que varia entre 200 km/h e 400km/h.


A previsão é que até o ano de 2030 a rota atenda um tráfego médio anual de cerca de 22,6 milhões de pessoas e que em pouco tempo outra rota seja também estabelecida para encurtar outra distância ainda maior, entre Moscou e Kazan, a quinta maior cidade da Rússia e capital do Tartaristão. Neste caso, a distância de 770 km seria reduzida de 12h para apenas 3h30min e despertou também o interesse da China para uma participação como uma das financiadoras do projeto.

CRÉDITOS (Imagem): Getty Images/aapsky

Comments


bottom of page