top of page

Lavrov declara fim da hegemonia econômica ocidental

Multipolaridade é a 'bola da vez', segundo ministro russo

Crédito da imagem: Alexander Nemenov/AFP


Centros de crescimento econômico ao redor do mundo, tem configurado uma posição de rivalidade com o bloco econômico ocidental. Esses centros, são países que decidiram unir forças e conquistar o seu próprio espaço e independência mútua. Essa é a perspectiva abordada pelo ministro de Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, na última quarta-feira (22) em entrevista.


Entre as potências econômicas em crescimento citadas por Lavrov como as principais até o momento, estão China, Índia, Irã, os países do Golfo, e ainda grupos como a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caraíbas (CELAC).


O ministro enfatizou que a hegemonia da liderança econômica mundial por parte do ocidente foi a regra predominante nos últimos anos, mas, segundo ele, essa era acabou. Em sua visão, pode demorar para que esta era seja definitivamente substituída pela "multipolaridade", porém, esta última já começou a ganhar forma.


Mencionando o atual presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, o diplomata afirmou acreditar que realmente a SELAC precisa pensar em se livrar da dependência do dólar americano, e passar a construir a sua própria moeda, além da sugestão de Lula quanto à necessidade de uma plataforma de pagamentos alternativa, e que possa ser usufruída pelo grupo BRICS.


As falas de Lavrov, apenas reforçam que baseados em uma visão de que há muitos anos os EUA "abusam" do papel do dólar por meio de sanções "unilaterais", o que anula do dia para a noite todos os princípios que baseavam o modelo de globalização por ele mesmo apregoado.

Comments


bottom of page