top of page

Japão tem prejuízo de bilhões em indústria automobilística com sanções à Rússia

Proibição às exportações de automóveis novos e usados fazem parte das exigências do G7

Crédito da imagem: Getty Images


O Japão terá prejuízo de quase US$ 2 bilhões na indústria automobilística do país ao decidir incluir veículos usados em consonância com sanções à Rússia adotadas pelo grupo dos sete países com maior economia do globo, o G7. As informações divulgadas na última segunda-feira (2) pela Reuters, tem como base dados comerciais e participantes no mercado.


De acordo com a regra que entrou em vigor no início do mês de agosto proíbe a venda para a Rússia de todos os veículos, a exceção de veículos subcompactos, e estancou um canal extremamente lucrativo para as vendas de usados de gigantes automobilísticas como a Toyota, a Honda, e a Nissan, junto a uma vasta rede de corretores e portos menores.


Em abril de 2022, o Japão havia adotado a proibição de veículos de luxo para a Rússia, como era o acordo de sanções correspondente no período, e mais recentemente, em junho de 2023, uma nova proibição, desta vez de caminhões foi adicionada ao pacote de sanções, causando ainda mais prejuízos aos dois países. Antes das restrições iniciadas após o início do conflito entre Rússia e Ucrânia, Moscou era responsável por cobrir um quarto das exportações de veículos usados provindos do Japão.

Comments


bottom of page