top of page

Irã e Venezuela reforçam laços mediante ‘interesses e inimigos em comum’

Declaração partiu do presidente do Irã, Ebrahim Raisi, em reunião com Maduro

Caracas recebeu nessa segunda-feira (12) o presidente do Irã, Ebrahim Raisi, para um encontro com o ditador venezuelano Nicolás Maduro. A reunião das duas autoridades extremamente controversas rendeu aos dois países a assinatura de 25 acordos em diversas áreas, incluindo petroquímica e mineração, entretanto, sem revelar muitos detalhes.


Para os dois o intuito de estreitar os laços é reforçar uma cooperação contra “inimigos comuns” entre os dois países que atualmente sofrem sanções dos EUA. "A relação entre o Irã e a Venezuela não é uma relação diplomática normal, mas uma relação estratégica entre dois países que têm interesses comuns, visões comuns e inimigos comuns", disse o presidente iraniano em comunicado junto a Maduro. O objetivo da parceria é levar o comércio bilateral a uma meta de US$ 10 bilhões.


Em meio a críticas aos Estados Unidos e ao ex-presidente Donald Trump, em seu discurso no Palácio das Flores na capital venezuelana, Maduro declarou que o Irã está “desempenhando um papel de destaque como uma das potências emergentes do novo mundo”, vindo ao fim de sua fala a gritar “juntos venceremos!” mediante as palavras de Ebrahim Raisi, que reforçou que os dois países são “amigos em tempos difíceis”.

Comments


bottom of page