top of page

Importante contrato de grãos foi assinado entre China e Rússia

Em acordo de US$ 25 bilhões o Kremlin fornecerá 70 milhões de toneladas de produtos agrícolas

Crédito da imagem: Mikhail Svetlov/Getty Images


A iniciativa do Novo Corredor Terrestre de Grãos (NLGC) da Rússia tem sido fator motivador para que o país construa novas rotas de exportação para suas commodities agrícolas após as sanções ocidentais que impediram boa parte das negociações dos produtos e materiais russos, como também do livre acesso a transações comerciais para o Ocidente.


Segundo informações da agência de notícias do governo russo, a TASS, na semana passada, Putin e Xi Jinping assinaram um importante acordo que trata sobre o fornecimento de grãos a longo prazo da Rússia para a China, no valor de 2,5 trilhões de rublos, o que equivale a US$ 25,7 bilhões, e representa um dos maiores negócios já realizados entre os dois países. A informação foi concedida à TASS pela vice-presidente executiva de desenvolvimento da NLGC, Karen Ovsepian, durante a realização do Fórum Internacional do Cinturão e Rota, em Pequim.


O projeto da NLGC, encabeçado por uma empresa com o mesmo nome, tem por objetivo expandir as exportações de cereais dos Urais, da Sibéria e do Extremo Oriente da Rússia até a China, em um acordo previsto para realização em 12 anos, possibilitando o fornecimento de cerca de 70 milhões de toneladas de grãos, soja e sementes oleaginosas.

Comments


bottom of page