top of page

Graves perdas atingem maior fundo de riqueza do mundo

Mediante preocupações com o crescimento global, terceiro trimestre apresentou mais de 30 bilhões de dólares em perdas em investimentos noruegueses

Crédito da imagem: Reuters/Gwladys Fouche/File Photo


Em comunicado divulgado na semana passada, o Fundo Estatal de Pensões do governo norueguês, o maior fundo soberano do mundo, com 1,4 trilhões de dólares, reportou que no último trimestre sofreu perdas de 2,1%, ou seja, 374 bilhões de coroas, o que equivale a 34 bilhões de dólares.


A oscilação aponta a incerteza na qual se encontra o mercado financeiro quanto aos índices de desenvolvimento da economia global para os próximos meses. O impacto também foi sentido na carteira de renda fixa do fundo, que nos últimos 3 meses recuou 2,2%. Em geral o retorno produzido pelo fundo foi de 0,17 pontos percentuais acima de seu próprio índice de referência.

Com os investimentos de imóveis também não foi diferente, o trimestre registrou perda de 3,3%, enquanto nos setores de investimento em infraestrutura e energia renovável o decréscimo foi de 2,4%.


O vice-presidente executivo do fundo, Trond Grande, apontou que a fragilidade dos resultados do mercado de ações no último trimestre, em comparação aos dois anteriores, foram um reflexo dos resultados negativos de três setores importantes, o tecnológico, o industrial, e o de consumo discricionário.


O Fundo Estatal de Pensões da Noruega foi criado na década de 1990 com o intuito de operar investimento de receitas excedentárias do setor petrolífero e de gás do país, e detém cerca de 1,5% das ações mundiais, tendo investido em mais de 9.200 empresas em cerca de 70 países por todo o globo.



Comments


bottom of page