top of page

Governo do Irã minimiza ação de drones próxima de usina nuclear

Comando militar do Irã diz que ataque de drones não causou danos e desmente participação de Israel


Irã minimiza ataque de drones em Isfahan

O governo do Irã minimizou a ação militar que atingiu a cidade de Isfahan, em uma região próxima de instalações nucleares do país na madrugada desta sexta-feira (19). 


O comandante do exército Siavosh Mihandoust declarou a uma emissora local que o ataque não provocou danos severos, e que o sistema de defesa terrestre abateu ao menos três drones que teriam sido lançados de algum ponto dentro do Irã.


Já o porta-voz da agência espacial iraniana, Hossein Dalirian, ironizou as notícias divulgadas por emissoras norte-americanas como a NBC e CNN, que chegaram a afirmar que se tratava de uma reação israelense ao ataque massivo de domingo.


“Parece que a mídia norte-americana sonhou que Israel atacou o Irã. Pelo contrário, um ataque fracassado com alguns quadricópteros, que acabou com o abatimento de alguns drones, não é considerado um ataque em nenhum lugar do mundo”, comentou Dalirian.


Alvo principal teria sido base militar do Irã


Embora as Forças de Defesa de Israel não tenham detalhado a missão conduzida nesta madrugada, uma reportagem da FOX News afirmou, citando fontes da inteligência norte-americana, que o alvo específico do ataque-surpresa foi uma base militar em Isfahan, perto de Natanz, e não especificamente as instalações nucleares.


De acordo com a emissora, a ação das Forças de Defesa de Israel visou destruir as instalações utilizadas para garantir a segurança das usinas iranianas. Nenhum caça ou aeronave tripulada participou do ataque, apenas drones e veículos teleguiados.


Comments


bottom of page