top of page

Frente Parlamentar Invasão Zero mira MST e defesa do Marco Temporal Indígena

Presidente da frente falou com exclusividade ao Rumo Econômico sobre os próximos passos no combate às invasões do campo


Deputado Zucco ao lado de Jair Bolsonaro - Foto: Apolos Paz


Apesar do precoce fim da CPI do MST - que encerrou sua missão sem indiciar nomes - os remanescentes do grupo que conduziu a investigação contra os invasores de propriedades lançaram oficialmente nesta terça-feira (24), em Brasília, a Frente Parlamentar Invasão Zero (FPIZ).


Na cerimônia - que contou com a participação de Jair Bolsonaro - o presidente da FPIZ explicou quais serão as prerrogativas do grupo, que já conta com mais de 200 parlamentares.


“Reunimos um time de peso de parlamentares comprometidos com a defesa do agronegócio”, explicou o presidente da frente, deputado Tenente-Coronel Zucco (Republicanos). “Um fórum de debates, articulação e muita pressão contra o avanço do terror no campo e na cidade. Seremos implacáveis no combate aos terroristas do MST e contra quem desrespeitar as leis e nossa Constituição", destacou o deputado.


Em entrevista exclusiva ao Rumo Econômico, Zucco falou sobre alguns dos objetivos da FPIZ


"Nos últimos dias, tivemos exemplos claros de que a facção MST está vestida para a guerra", ressalta. "Em Guarapuava, no Paraná, por exemplo, a Polícia Militar prendeu lideranças sem-terra com armas ilegais dentro das áreas invadidas. Além disso, eles tiveram o peito de prender e escoltar dois policiais rodoviários, mantendo os servidores da segurança em cárcere privado. Em Santa Catarina a tensão também é crescente", completou o parlamentar, que em seu primeiro mandato tem se dedicado diariamente ao combate aos ataques de MST e derivados.


"Bastaram apenas três meses deste novo governo de esquerda para que o número de invasões superasse os quatro anos do presidente Bolsonaro", relembra Zucco. A relativização do direito à propriedade nos trouxe até aqui, unidos, e é por isso que seguimos mobilizados após o encerramento da CPI do MST", conclui.


Além do combate ao MST, Frente Parlamentar Invasão Zero tem agenda cheia de projetos


Pedro Lupion fala no lançamento da FPIZ - Apolos Paz


Além de combater com rigor as invasões no campo, os 200 integrantes da Frente Parlamentar Invasão Zero também se comprometeram a lutar por outras frentes ligadas diretamente ao agronegócio nacional. Entre os projetos na mira dos deputados e senadores estão a Lei dos Pesticidas, refinanciamento de dívidas para produtores de leite e a defesa do Marco Temporal Indígena.


Confira os integrantes da Mesa Diretora - Frente Parlamentar Mista Invasão Zero


Presidente: Luciano Zucco (Republicanos-RS)

1º Vice-presidente: Ricardo Salles (PL-SP)

2º Vice-presidente: Magda Mofatto (PATRIOTA-GO)

3º Vice-presidente: Caroline de Toni (PL-SC)

Primeiro Secretário: Messias Donato (Republicanos-ES)

Segundo Secretário: Capitão Alden (PL-BA)

Terceiro Secretário: Marcos Pollon (PL-MS)

Relações Institucionais: Pedro Lupion (PP-PR)



Agradecimentos ao assessor Apolo Paz


Comments


bottom of page