top of page

Fed precisará resolver ‘bagunça’ de juros, projeções e estabilidade

Posicionamento do Federal Reserve perante crise deverá apontar caminhos ao cenário econômico global

O impacto da recente crise bancária nos EUA e Europa, ainda é um quadro tão nebuloso quanto o cenário econômico no período da crise sanitária em 2020. Nos dois casos, fortes fatores incontroláveis trouxeram temor a um frágil sistema econômico global. A partir do quadro de instabilidade difícil de prever, governos, investidores e empresários tentam encontrar alternativas que atendam a necessidade de manter a pressão sobre a economia perante a necessidade de redução da inflação, enquanto busca cautela ao tomar medidas, afim de evitar a criação de perspectivas irreais junto ao mercado, sejam elas positivas ou negativas.


A vice-presidente da ISI Evercore e ex-autoridade do Federal Reserve de Nova York, Krishna Guha, escreveu antes da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) que "Isso tudo é uma bagunça", tendo em vista a brusca mudança de previsibilidade quanto às taxas de juros, estáveis há duas semanas.


De acordo com Investing.com, “Os investidores em títulos vinculados à meta da taxa básica do Fed ainda embutem nos preços uma probabilidade de aproximadamente 70% de as autoridades aprovarem um aumento 0,25 ponto percentual nos juros, o que os levaria a uma faixa entre 4,75% e 5%”.

Entre expectativas de aumento ou manutenção dos juros por parte do Federal Reserve, a verdade é que todos esperam que a instituição proceda com cautela, pois uma decisão equivocada poderá custar muito caro à economia global.

Comments


bottom of page