top of page

EUA podem enfrentar crise sem precedentes, afirma Jeffrey Gundlach

Receio é provocado mediante dívida pública insustentável que acomete Estado americano

Crédito da imagem: Shutterstock


Perante um cenário econômico cada vez mais imprevisível, o investidor bilionário Jeffrey Gundlach, conhecido globalmente como "Rei dos Títulos de Dívida", tem demonstrado preocupação especial com a dívida pública norte-americana, e não está sozinho. A possibilidade real de uma crise econômica sem precedentes nos EUA tem feito inúmeros economistas e investidores ligarem de forma constante os sinais de alerta.


Gundlach alertou recentemente, durante uma entrevista à CNBC, quanto aos riscos de o Federal Reserve, manter durante um período prolongado as taxas de juros em altos níveis, pois um dos efeitos disso é tornar o déficit federal atual, que já chega a mais de 1,7 trilhões de dólares em 2023, algo insustentável.


Para o investidor, o fato de o país possuir um nível de juros tão elevado, mostra que os EUA têm um imenso problema de gastos com juros, o que trará inevitavelmente uma crise financeira. Outro agravante é que mediante as despesas orçamentárias em níveis tão elevados, o Tesouro americano precisará pegar emprestado de mais de 1 trilhão de dólares por meio de Treasuries de curto prazo até o fim do ano, enquanto o governo corre atrás do prejuízo, buscando elevar suas reservas de liquidez.


É importante lembrar que a carga da dívida, ou seja, os juros sobre empréstimos tomados pelo Estado, praticamente dobrou entre os anos de 2015 e 2023, o que segundo economistas, deve se tornar o principal item de despesa governamental até o ano de 2051.

Comments


bottom of page