top of page

EUA apresenta novo recorde no risco-país

Número é o mais alto desde 2011

Os Estados Unidos contabilizaram nesta quarta-feira (26) o mais alto custo quanto à proteção contra a exposição de sua dívida soberana. O novo recorde desde seu último pico em 2011 foi provocado pelo temor de que o governo atingisse o teto da dívida mais cedo que o previsto.


Na última terça-feira (25), os dados da S&P Global Market Intelligence apontaram os spreads do Credit Default Swaps (CDS) – um tipo de seguro contra calotes – em 59 pontos-base, chegando o número a crescer aos 62 pontos no dia de ontem (25).


Os números indicados representam o dobro da pontuação registrada no início do ano, de acordo com informações da Refinitiv, e confirmam os temores de Janet Yellen, secretária do Tesouro americano, que declarou na terça-feira (25) que ao não elevar o teto da dívida do governo – e consequentemente o calote – a decisão do Congresso desencadearia uma “catástrofe econômica” resultando no aumento dos juros para os próximos anos.

Comments


bottom of page