top of page

Empresa chinesa de baterias explorará lítio

Investimentos de US$ 1 bilhão

Empresa chinesa de produção de baterias, a Catl, venceu processo licitatório para exploração das reservas de lítio na Bolívia. O metal extremamente leve é ​​usado em baterias de veículos elétricos, cuja produção tem tendência de crescimento caso seja bem-sucedida a transição da matriz energética mundial baseada em combustíveis fósseis. O projeto de exploração do metal envolve investimentos iniciais de US$ 1 bilhão.


A Bolívia possui uma das maiores reservas do planeta, portanto, seu potencial de produção, quando concretizado, concorrerá diretamente com a Austrália e o Chile maiores produtores mundiais. As reserva bolivianas estão estimadas em 21 milhões de toneladas.


O presidente da Bolívia, Luis Arce, informou que ainda negocia com empresas norte-americanas e russas e outras empresas chinesas para ampliar os projetos de exploração. O objetivo, segundo o presidente boliviano é que se possa começar a exportar as baterias de lítio no primeiro trimestre de 2025.

Comments


bottom of page