top of page

Economistas alertam que guerra Israel-Hamas pode atingir diretamente petróleo e dólar

Atualizado: 9 de out. de 2023

Conflito deixa investidores em alerta quanto à oscilação certa no mercado para o início da semana

Crédito da imagem: Reprodução


Horas após atentados do grupo extremista Hamas a civis e militares dentro do território israelense no último sábado (7), autoridade de Israel declararam estado de guerra contra os terroristas que lançaram misseis a partir de Gaza sobre a população ao sul do país.


Além das inúmeras perdas humanas em ambos os lados, outra questão acende um sinal de alerta, o impacto econômico do conflito sobre o dólar e também sobre commodities como o petróleo, o que certamente terá reflexos diretos sobre o mercado financeiro global. Há dias os investidores apresentam sua aversão ao risco do conflito que escalou repentinamente desde a manhã de sábado.


Com mais uma guerra em curso, o mercado demonstra reforço no estado de cautela já adotado mediante o conflito entre Rússia e Ucrânia que já ultrapassa um ano e meio, e agora caminha para entrar em segundo plano no cenário internacional.


O quadro é fortemente imprevisível, tendo em vista que o conflito entre Israel e radicais islâmicos é uma constante na região do Oriente Médio e não possui perspectiva de solução a médio ou curto prazo. A região é ponto sensível e determinante sobre o preço do petróleo que deve sentir as pressões do conflito com elevações de preço do barril já nesta segunda-feira (9).


Outro receio dos investidores é quanto ao impacto que os reflexos do conflito podem gerar também sobre o Federal Reserve, que continua empenhado em manter as taxas de juros elevadas a fim de combater os números inflacionários.

Comments


bottom of page