top of page

Desemprego do trimestre encerrado em janeiro fecha acima da previsão

Expectativa para o período era de 8,3%, porém a taxa de pessoas sem trabalho ficou em 8,4%

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) apresentou nesta sexta-feira (17) por meio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dados sobre a taxa de desemprego no Brasil do último trimestre móvel encerrado em janeiro de 2023. Os números apresentados estão acima dos 8,3% esperados pelo mercado, tendo fechamento em 8,4%. Em dezembro de 2022, o número era de 7,9%.


Embora tenha ficado acima da expectativa, o número ainda é o menor registrado pelo IBGE para o período, desde 2015. E, comparado ao ano anterior a queda representa 2,9 pontos percentuais.


A coordenadora do PNAD Contínua, Adriana Beringuy, preferiu avaliar a situação pela perspectiva do “copo meio cheio ou meio vazio”, a depender da perspectiva de quem analisa os dados e declarou que “se pelo lado da desocupação, há uma estabilidade, pelo lado da geração de trabalho o movimento já é de perda de ocupação. Observamos, assim, dois panoramas: em uma análise de mais curto prazo é observada uma queda na formação de trabalho enquanto no confronto com um ano atrás o cenário ainda é de ganho de ocupação”.



Comments


bottom of page