top of page

Deputado derruba fake news do Enem contra o agro e exalta Embrapa

O presidente da FPA, Pedro Lupion, destacou o avanço sustentável do agro e desmentiu acusações do Enem contra o setor


Embrapa


A exemplo de anos anteriores, o Enem 2023 (Exame Nacional do Ensino Médio) inundou os corações e mentes de aspirantes a universitários com questões pulverizadas por ideologias, com destaque negativo para as acusações ao agronegócio. Entre elas, de que os produtores de soja - uma das commodities mais lucrativas do Produto Interno Bruto - são responsáveis diretos pelo desmatamento na Amazônia.


Apesar de não obter sucesso com a anulação de questões erráticas e tendenciosas de interpretação de texto apresentadas no primeiro dia dos testes, a Frente Parlamentar da Agropecuária não se calou.


Durante participação no Summit Agro - convenção do setor organizado pelo jornal O Estado de S. Paulo - o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado federal Pedro Lupion (PP-PR), enumerou as ações praticadas pelo setor para unir a produção à responsabilidade com o meio ambiente.


“Os produtores rurais são responsáveis por preservar mais da metade das áreas do país (...). Em 50 anos, aumentamos a produtividade em 500% no campo, sem ao menos dobrar a área plantada”, ratificou Lupion ao citar as severas punições previstas pelo Código Florestal brasileiro, considerado o mais rígido do mundo.


FPA x Enem: Ações sustentáveis no Congresso


Além de apresentar números que contrariam acusações de prática de desmatamento para o aumento das safras - prática comum, inclusive, dentro do governo Lula - Pedro Lupion citou as inúmeras ações conduzidas dentro do próprio parlamento para dar sustentabilidade e responsabilidade ambiental ao agro, sem propiciar perdas econômicas.


“Neste ano, vivemos o cumprimento do sonho ousado de exportar 315 milhões de toneladas de grãos, apesar de nos preocupar com a rentabilidade do produtor, ainda mais depois da seca no norte e das tempestades no sul do país”, afirmou Lupion, após relacionar projetos nas áreas de combustível limpo (hidrogênio verde), mercado de créditos de carbono e bioinsumos.

Segundo o presidente da FPA, todas essas atividades de cunho sustentável têm sido conduzidas por deputados da bancada do agro, como Sérgio Souza (MDB-PR) e Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), com a supervisão de entidades governamentais como a Embrapa - a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.


“Questões subjetivas e sem embasamento técnico-científico do Enem atacaram inclusive a Embrapa, sempre mencionada por nós como exemplo quando vamos ao exterior. Mais de quatro milhões de estudantes fizeram a prova. Até mesmo eu, que conheço o setor, não encontrei alternativa tecnicamente correta sobre a Embrapa . Lamentável”, concluiu Lupion.



Comments


bottom of page