top of page

Deputada petista quer extinguir CACs e Clubes de Tiro no Brasil

Deputada Gleisi Hoffmann afirma que casos de violência ligados às armas têm aumentado desde 2019




Alegando "aumento da violência", a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) redigiu um projeto de lei que visa extinguir todos os clubes de tiro do Brasil. O PL, apresentado nesta semana à Câmara, ainda prevê o cancelamento dos registros de porte de armas de colecionadores, atiradores e caçadores – os CACs. Além de seu caráter autoritário, a medida deve gerar a perda de milhares de empregos e afetar diretamente a economia brasileira.


Em um texto dominado por ilações, Gleisi afirmou – sem apresentar provas – que as armas e munições registradas pelos CACs na Polícia Federal seriam “fonte de suprimento” para o crime organizado. A mesma acusação foi feita em 2023 pelo então ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB-MA).


“Não há sentido a manutenção dos clubes de tiro, assim como a atividade da caça desportiva e o colecionamento de armas, fonte de suprimento para o crime”, escreveu a parlamentar.


Gleisi Hoffmann adicionou ao projeto outras justificativas para a extinção dos clubes de tiro e das licenças para civis. Entre eles, o número de 5 mil condenados pela justiça que teriam obtido armas entre 2019-2022, durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL).


Segundo a deputada, teria ainda ocorrido o crescimento de 1200% de denunciados por mulheres por meio da Lei Maria da Penha que se enquadrar na categoria de CACs.


Criminalidade diminuiu em 2022


Em contraste às informações não confirmadas apresentadas pela deputada, levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou queda de 1% nos assassinatos no Brasil em 2022. O número seguiu a tendência em 2023, com queda de 4% sobre o ano anterior. Em ambos os casos, os brasileiros continuaram armados, apesar da caça às bruxas promovida pelo governo federal.


Algumas localidades, entretanto, permanecem no caminho oposto. O Maranhão - estado já governado por Flávio Dino - é um dos recordistas em violência - situação que precede os decretos que facilitaram o acesso às armas.

Comments


bottom of page