top of page

Dólar como arma de guerra comercial

Ministro das Relações Exteriores da Rússia acusa EUA de manipulação

Crédito da imagem: Reprodução


Em participação no Fórum Internacional Primakov Readings, realizado na última segunda-feira de novembro (27), o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov acusou os Estados Unidos da América de usar o dólar para provocar guerras comerciais ao redor do mundo, ao mesmo tempo em que a cooperação econômica internacional também tem sido transformada em uma espécie de arma.


Na avaliação de Lavrov, americanos junto a países aliados integrantes da União Europeia, têm utilizado uma vasta gama de ferramentas de "engenharia política", que contam, dentre outros artifícios, com o "desencadear [de] guerras comerciais e econômicas".


Segundo ele, as atividades da Organização Mundial do Comércio, especialmente quanto à resolução de litígios, foram bloqueadas pelo ocidente, como também, fundamentos jurídicos basilares referentes às relações econômicas globais, dentre eles a livre concorrência e a imunidade de propriedade, foram destruídos.


O diplomata russo afirmou ainda que há tempos os Estados Unidos utilizam o dólar como arma, e que as "ações destrutivas" realizadas pelos países ocidentais têm colhido resultados opostos aos pretendidos. Exemplo disso, são as sanções adotadas contra a Rússia, lideradas pelos americanos, que ao intentar uma paralização da economia de Moscou findaram, segundo ele, por fortalecer a "multipolaridade nos assuntos internacionais".


Por fim, Lavrov acredita que há uma consciência crescente no mundo e que não há quem esteja imune mediante as "ações agressivas de Washington e Bruxelas".


Comments


bottom of page