top of page

Cresce a 'taxa de mortalidade' de empresas no Reino Unido

Criação de novas empresas também sofreu redução, segundo estatísticas oficiais

Crédito da Imagem: Reprodução


Relatório do Office for National Statistics (ONS) divulgado na última semana, apontou que o Reino Unido atingiu um recorde em fechamento de empresas em 2022.


Segundo os dados apresentados, as chamadas "mortes de empresas" saíram de 328 mil para 345 mil empresas no período entre 2021 e o ano passado. Em porcentagem, a quantidade de empresas ativas que encerraram suas atividades saiu de 11,2% para 11,8% ao longo dos últimos dois anos.


O que mais preocupa o mercado é que o número de mortalidade superou a "taxa de natalidade", ou seja, a quantidade de novas empresas fundadas no último ano, foi menor, pela primeira vez desde o ano de 2010.


A diferença de mortalidade de empresas nos dois últimos anos representa um percentual de crescimento de 5%, e também o número mais elevado já registrado desde o início da contabilização do dado em 2002.


Ainda segundo as informações divulgadas pela ONS, as empresas que sofreram maiores dificuldades no último ano foram as de transporte e armazenamento, atingindo uma "taxa de mortalidade" de 23,8%, o que representa quase duas vezes mais do que os resultados negativos em qualquer outro setor da indústria.


Em segundo lugar na lista de empresas que mais fecharam está o setor de informação e comunicação, com 13,6%, sendo seguido logo de perto pelos setores de alojamento e alimentação, e o varejo, com a terceira maior porcentagem de fechamentos, atingindo os 12,8%.

Commentaires


bottom of page