top of page

Consumidores americanos continuam gastando de forma sólida

Resultados do início do segundo trimestre mostram que uma recessão não será imediata

A resiliência do mercado americano tem se mostrado sólida até o momento, mesmo diante da alta da inflação e das taxas de juros recentemente realizadas pelo Federal Reserve. Segundo informações da Reuters o setor varejista, especialmente on-line, foi apontado como o maior responsável pelos gastos de consumidores dos EUA, inclusive, foram bastante sólidos em abril.


Além de compras de produtos diversos, o setor de serviços em alimentos, como bares e restaurantes, aponta para relativa segurança dos clientes quanto ao aumento de seus gastos familiares. Acompanhando estes mercados, as fábricas tiveram crescimento em sua produção, juntamente com o setor de construção civil que apresentou forte destaque em um período de 10 meses, contabilizando também o mês de maio, gerando elevação nos números de novos empregos em abril.


Para os economistas consultados pela Reuters, dentre eles Andrew Hollenhorst, economista-chefe dos EUA do Citigroup em Nova York, o consumidor americano deverá sustentar a economia por algum tempo, apesar dos riscos progressivos em direção à uma recessão. "O relatório de hoje deve ajudar a tranquilizar os mercados de que os gastos do consumidor não estão prestes a se contratar e, em vez disso, apoiarão pelo menos um crescimento econômico contínuo modesto", enfatizou Hollenhorst.

Comentários


bottom of page