top of page

Congresso dos EUA aprova suspensão do limite da dívida

Teto da dívida dos EUA é elevado

Nessa quinta-feira (1) sob grande atenção do mercado global, o Congresso dos Estados Unidos aprovou a ampliação do limite do teto do endividamento americano. A medida legislativa elevou a dívida do governo Biden para US$ 31,4 trilhões o que evitou as consequências drásticas de um eventual calote. A medida tem duração até 1º de janeiro de 2025.


Na sequência, após aprovação da Câmara dos Deputados, o Senado americano votou a matéria aprovando-a por 63 votos a 36, o que encerrou, por enquanto, a disputa política bem forte entre Republicanos e Democratas.


A realidade financeira do governo Biden estava se tornando dramática, pois o Tesouro americano não teria recursos para honrar os compromissos que venceriam já na próxima segunda-feira (5).


Com essa condição pacificada, os Republicanos apontaram para uma nova batalha, que será tratava na formulação do orçamento. O objetivo é travar gastos do governo Biden que classificam como imprudentes. A temperatura dos embates em breve subirá novamente, pois o ano fiscal americano se inicia a 1º de outubro.


Comments


bottom of page