top of page

Com economia desaquecida, Black Friday 2023 decepciona varejo nacional

Black Friday brasileira amargou queda de 14,4% no faturamento das vendas online

Freepik


Na esteira de praticamente todas as atividades econômicas, as vendas promocionais da Black Friday 2023 decepcionaram os players do comércio nacional. Segundo dados preliminares apontados pela consultora Neotrust, o faturamento das compras pela internet registrou queda de 14,4% em novembro em comparação a 2022. Os dados usados para chegar ao resultado foram apurados até às 18 horas de domingo (26).


De acordo com o levantamento realizado entre 2,5 empresas de varejo, o e-commerce nacional registrou ganhos de R$ 4,9 bilhões na Black Friday, com destaque para as vendas de eletrodomésticos, como televisores e aparelhos de ar-condicionado, e eletrônicos A Neotrust esperava por receitas de até R$ 9,2 bilhões.


Além das perdas no faturamento, o número de encomendas também foi menor rem relação a 2022: 7,6 milhões de unidades - queda significativa de 15,8%.


“Esquenta” da Black Friday 2023 também foi decepcionante


No primeiro relatório divulgado pela Neotrust neste mês, a consultora já sinalizava que o desempenho do comércio on-line não responderia às expectativas do varejo. Segundo apuração feita nos primeiros 15 dias de novembro, a chamada “Black Friday antecipada” apresentou queda de 6,7%a no faturamento em relação a 2022.


De acordo com a Neotrust, os consumidores encomendaram 16,4 milhões de itens pela internet, números que representaram queda de 13,5% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Em 2022, vale destacar, os eventos relacionados a Black Friday ocorreram durante a Copa do Mundo do Catar, que excepcionalmente foi disputada em novembro.


Comments


bottom of page