top of page

CNA diz que prevê aumento de 23% no valor da cesta básica, com IVA

Imposto é debatido na Proposta da Reforma Tributária

A inclusão do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) na proposta de Reforma Tributária do governo federal ainda está em discussão, entretanto, de acordo com previsão da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), caso o tributo seja incluído no projeto e aprovado, ocorrerá elevação em 23% do preço da cesta básica, que hoje, encontra-se onerada.


De acordo com o diretor técnico da CNA, Bruno Lucchi, em entrevista ao Broadcast Live nesta terça-feira (25) a elevação do preço dos alimentos “geraria aumento de 1,8 ponto porcentual na inflação em 18 meses”, como também levaria à diminuição do consumo de produtos específicos: “Toda vez que tem crise no Brasil, vemos que cai o consumo de derivados de lácteos, de determinados tipos de carnes e de frutas, quando diminui o poder aquisitivo da classe C. Se aumento ainda mais o valor desses alimentos, certamente haverá redução de consumo de alguns produtos do dia a dia”, disse ele.


Consequentemente, a diminuição do consumo afetará diretamente o setor agrícola brasileiro, tendo em vista que o valor recebido pelos produtores diminuirá, desestimulando a produção internas dos produtos.


Ainda segundo Lucchi, o setor agrícola não quer benefícios acima dos demais setores produtivos do Brasil dentro da Reforma, mas, os produtores esperam que o agro receba no novo projeto um tratamento justo que não inviabilize a competitividade do setor perante concorrentes globais, tendo em vista que é um setor estratégico e não seria vantajoso dependermos de importações para alimentar a população.

Comments


bottom of page