top of page

Censo de 2022 aponta maior envelhecimento da população e breve dificuldades previdenciárias no país

Natalidade encontra-se perigosamente próxima ao limite de 2,1 filho por mulher brasileira

No censo realizado a cada 10 anos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua nova edição no ano de 2022 divulgada em 28 de junho de 2023, é possível a constatação dos dados que apontam para uma perigosa realidade, a população brasileira está envelhecendo rápido, enquanto a taxa de natalidade diminui cada vez mais.


O problema enfrentado hoje por inúmeros países europeus e orientais como a China e o Japão, já preocupa os governos brasileiros há anos e segue caminhando a passos largos para o mesmo cenário de crise observado naqueles países. Com a divulgação dos dados pôde ser observado o menor crescimento populacional em 150 anos, 0,5%, o que deverá impactar as políticas públicas das próximas décadas.


Com uma população mais velha, com maior expectativa de vida e menor força jovem no mercado de trabalho, a previdência social será cada vez mais insuficiente para sustentar os benefícios, pensões e aposentadorias junto à população, o que exigirá dos governos, maior gasto e subsídio, a menos que os próximas administrações migrem do modelo previdenciário de repartição para o modelo de capitalização, junto a outras medidas como elevação da idade mínima para a aposentadoria e inúmeras mudanças no modelo econômico e de saúde pública.

Comments


bottom of page