top of page

Carne brasileira volta a ser exportada à China nesta quinta-feira

Suspensão havia partido das próprias autoridades brasileiras mediante caso atípico de vaca louca

O mercado chinês voltou a abrir imediatamente suas portas à carne bovina brasileira com menos de 30 meses nesta quinta-feira (23), após um curto prazo de suspensão voluntária das autoridades brasileiras nas exportações para o país oriental desde o dia 23 de fevereiro, tendo em vista o registro de um caso atípico de vaca louca descoberto em Marabá-PA.


O comunicado foi divulgado pela Administração Geral de Alfândega do país (Gacc, na sigla em inglês) e foi publicado um dia após o retorno de Carlos Fávaro, ministro da Agricultura do Brasil, de uma viagem a Pequim, que precedeu a ida do presidente Lula à região, que ocorrerá no próximo domingo (26).


A visita de Lula à China terá como objetivo renegociar protocolos sanitários para o setor agropecuário a fim de rever medidas semelhantes às assinadas em acordo bilateral em 2015, que foram recentemente tomadas e trouxeram prejuízos de até US$ 25 milhões por dia aos produtores brasileiros, devido ao embargo.


De acordo com o Gaac, “Quando os produtos relevantes entrarem no país, a alfândega implementará inspeção e quarentena de acordo com as leis e regulamentos para garantir que atendam aos requisitos de segurança e saúde”.


FONTE/CRÉDITOS: Rumo Econômico com Reuters e Estadão conteúdo

Comments


bottom of page