top of page

Câmeras mostram ministro do GSI no Palácio do Planalto durante ataques do 8 de janeiro

Atualizado: 16 de set. de 2023

Atos criminosos institucionalmente patrocinados

Isso se deve ser chamado propriamente de conspiração para desestabilizar o Estado e um atentado contra as instituições democráticas, com o conhecimento e aprovação e responsabilidade intransferível do Presidente da República em exercício.


Em nenhuma circunstância os eventos seriam comandados e observados à curta distância por um General do Exército Brasileiro e seus comandados, sem a total aprovação do seu comandante-em-chefe e demais auxiliares, visto que, por simples observação, estes agiram de forma coordenadas e promoveram a complementação do ato criminoso.


Visualiza-se um ato antidemocrático tipificado na Lei de Segurança Nacional. Crime tipificado como abolição violenta do Estado Democrático de Direito, punível pela mera tentativa de concretizá-lo, caracterizado neste episódio como “comissivo”, onde claramente se viu o “fazer algo”, com o intento de alcançar o objetivo pretendido.


Não se pode aceitar a interferências para acobertar esses atos criminosos, deliberadamente e erroneamente atribuídos a cidadãos livres, que foram violados em seus diretos humanos e constitucionais além de responsabilizados de modo criminoso. Da mesma forma, não se pode afastar desse ato a cumplicidade de uma impressa vil, e a suspeição de autoridades de outros poderes constituídos na República.


Se o judiciário sob qual pesa suspeição se negar a agir no interesse da lei, caberia em tese as Forças Armadas Brasileiras, socorrer os cidadãos brasileiros e defender o país do claro ataque de inimigos do Brasil.


Em um país imbecilizado pela ideologia esquerdista e amordaçado pelo poder judiciário, notoriamente comprometido com interesses estranhos aos da nação e de seu povo, nada pode ser esperado sem a intervenção do que resta de dignidade de alguns políticos e de militares, que não aceitarão a prostituição observada entre seus membros para alcançar benesses e ter atendidos alguns interesses corporativos/patrimonialistas.


Existe uma armadilha do tempo na qual se o Brasil não reagir adequadamente, com toda a força de cada um dos seus cidadãos livres, certamente se consolidará um regime de trevas, de escravização e de miséria econômica, tolhendo o que resta da liberdade, da dignidade do povo brasileiro e do futuro dos nossos filhos e netos.


Quaisquer iniciativas tomadas para acobertamento ou tentativa de descaracterizar os eventos observados e difundidos pela CNN, certamente devem ser vistas como cumplicidade aos eventos passados.


O Impeachment e julgamento por crimes contra a pátria e afastamento de todos os envolvidos e seus prepostos, em todos os escalões do governo federal, se impõe já.


Comments


bottom of page