top of page

Barclays é pressionada a endurecer regras de desmatamento para clientes do agro

Alvos são clientes do banco que atuam na produção de carne bovina

O banco britânico Barclays (LON:BARC), declarou por meio de um documento acessado pela Reuters, que seus clientes produtores do setor de carne bovina (dentre eles a JBS - BVMF: JBSS3) devem evitar o desmatamento em meio às suas cadeias de fornecimento na América do Sul. Segundo a Reuters, o documento traz mais rigidez ao posicionamento do banco quantos às questões ambientais, entretanto, ainda não o suficiente para atender às demandas dos ativistas.


Embora a instituição financeira tenha declarado que "não forneceu financiamento a entidades que realizam essas atividades desde 2021" após "diligência prévia e supervisão aprimoradas para clientes envolvidos na produção de carne bovina ou operações de processamento primário no Brasil", o banco passou a ser um dos alvos centrais dos ativistas, devido à sua atuação no financiamento da JBS. Uma das principais críticas à empresa brasileira de proteína animal se dá por seu papel no “desmatamento da Amazônia”, segundo a Reuters.


Apesar do tema desmatamento ser levantado como um problema pelos ativistas, o assunto não fará parte da reunião geral anual do banco que ocorrerá na quarta-feira, em Londres. No entanto, a nova política do banco a respeito do desmatamento, começa a vigorar a partir do dia 1 de julho deste ano.

Comments


bottom of page